Virada nos EUA: Trump alcança 52% de aprovação de seu Governo

Virada nos EUA: Trump alcança 52% de aprovação de seu Governo

Donald TrumpDonald Trump

O instituto norte-americano Rasmussen Reports realiza um levantamento diário sobre aprovação e desaprovação do governo do presidente do Estados Unidos, Donaldo Trump. Denominado Daily Presidential Tracking Poll, esse levantamento apontou nesta quinta-feira (22/10) uma virada na avaliação positiva de Donald Trump(1).

O mandatário norte-americano vinha registrando desaprovação diária média nos levantamentos feitos desde o dia 28/09, que havia atingido seu pico positivo de 54% de aprovação no dia 07 de outubro.

No entanto, o último levantamento diário do Rasmussen Reports publicado nesta quinta-feira acaba de apresentar uma virada nesse cenário. Os dados de hoje (22/10) passaram a indicar 52% de aprovação para Trump, contra 48% de desaprovação. Uma diferença positiva de +4% em favor da administração de Donald Trump. Ontem os dados registravam 50% de desaprovação contra 49% de aprovação.

Se for considerada a pior avaliação do mês de Outubro, a diferença migrou de -10% em desfavor de Trump [44% x 54% no dia 07/10] para +4% a favor [52% x 48% no dia de hoje, 22/10]. O que indica uma migração acumulada de 14% em 15 dias.

O método Rasmussen é mais avançado do que as pesquisas tradicionais porque permite menor intervenção humana no processo de coleta telefônica e processamento das informações, e ela afirma ser a única empresa de opinião pública reconhecida nacionalmente que ainda rastreia os índices de aprovação do presidente Trump diariamente (“only nationally recognized public opinion firm that still tracks President Trump’s job approval ratings on a daily basis”).

Os dados para a pesquisa do Rasmussen Reports são coletados usando uma metodologia de votação automatizada. De acordo com a empresa, a pesquisa automatizada é similar às outras pesquisas americanas assistidas por operadores, como Gallup, Harris e Roper.

No entanto, os sistemas de votação automatizada utilizam uma única voz gravada digitalmente para conduzir a entrevista, enquanto as empresas tradicionais contam com bancos de dados telefônicos (contact center) e métodos assistidos por operadores manuais.

Em 2016, em um levantamento feito com 11 institutos de pesquisas, a pesquisa Rasmussen Reports foi a única a indicar antecipadamente a vitória republicana no período anterior à eleição presidencial, conforme registrou o jornal The New York Times em 18/10/2016 (2).

Deve-se observar que o levantamento da Rasmussen Reports não é uma pesquisa eleitoral no sentido usual, mas sim uma avaliação de governo, considerando que os dados de aprovação ou desaprovação de um governante interferem diretamente no processo eleitoral em caso de reeleição.

Referências:

(1) Rasmussen Reports

(2) The New York Times

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: Jornal da Cidade On Line