Queda de avião na Etiópia matou todas as 157 pessoas a bordo

Companhia aérea confirmou que não há sobreviventes do acidente com a aeronave que seguia de Adis Adeba para Nairóbi, no Quênia

A companhia Ethiopian Airlines confirmou que todas as 157 pessoas a bordo do avião da empresa que caiu neste domingo, 10, morreram no desastre. “O CEO do grupo, que está no local do acidente neste momento lamenta confirmar que não há sobreviventes”, diz um comunicado da companhia. “Ele expressa sua mais profunda condolência às famílias dos passageiros e tripulantes que perderam a vida nesse trágico acidente.”

A aeronave saiu de Adis Adeba, capital da Etiópia, rumo a Nairóbi, capital do Quênia, e caiu pouco depois de decolar. O Boeing 737 levava 149 passageiros e oito tripulantes.

A Ethiopian Airlines informou que a aeronave caiu seis minutos depois da decolagem no aeroporto internacional de Adis Abeba, às 8h44 do horário local (2h44 de Brasília), perto da cidade de Bishoftu. O local fica cerca de 50 quilômetros ao sul da capital da Etiópia.

O primeiro-ministro etíope, Aby Ahmed, expressou “suas mais profundas condolências às famílias daqueles que perderam seus entes queridos”.

O site Flightradar 24, que monitora voos ao redor do mundo, registrou que a aeronave apresentava velocidade “instável” após a decolagem.

O último acidente de grande porte envolvendo a Ethipian Airlines aconteceu em 2010, quando uma aeronave da companhia caiu no mar depois de decolar de Beirute, no Líbano, rumo a Adis Abeba, matando as noventa pessoas a bordo.

Foto de arquivo mostra Boeing 737 da Ethipian Airlines, mesmo modelo que caiu neste domingo
 Foto de arquivo mostra Boeing 737 da Ethipian Airlines, mesmo modelo que caiu neste domingo

Local do acidente, perto da capital Adis Abeba

 Local do acidente, perto da capital Adis Abeba

Local do acidente, perto da capital Adis Abeba (Google/Reprodução)

Fonte: Revista Veja