Primeiro ministro da Itália pede Natal “sóbrio” para evitar avanço da Covid-19


source
Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália
Reprodução/Twitter Giuseppe Conte

Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália

Giuseppe Conte , primeiro ministro da Itália , pediu nesta quinta-feira (19) que os italianos tenham um Natal ‘sóbrio’ para evitar que o número de casos e óbitos provocados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) aumentem ainda mais no país.

“No Natal devemos estar preparados para passar o período festivo da maneira mais sóbria possível: Véspera de natal e festas de ano novo, beijos e abraços não será possíveis”, afirmou Conte durante encontro virtual da A ssociação Nacional das Prefeituras Italianas (Anci).

Em sequência, o primeiro ministro explicou que uma semana de festividades significaria um grande  aumento de casos da Covid-19:

“Além das avaliações científicas, o senso comum é necessários”, afirmou. “Uma semana de interações sociais desenfreadas significariam pagar em janeiro uma alta brusca da curva, em termos de morte e estresse nas UTI’s”, também alertou.

Números da Covid na Itália

Assim como boa parte dos países europeus, a Itália passa por uma segunda onda da pandemia de coronavírus. O país já apresenta números de mortes diárias similares ao de março, quando vivia o pico da primeira onda. Contudo, o número de novos casos são muito maiores.

Na última quarta-feira (18), a Itália registrou 34.283 novos casos e 753 mortes da doença.

Fonte: IG Mundo