Elefante grávida morre ‘envenenada’ em plantação na Indonésia

Graphic Content / AFP


Banda Aceh, Indonésia –
Uma fêmea de elefante grávida foi encontrada morta em uma plantação de óleo de palma na ilha de Sumatra, Indonésia, supostamente envenenada. O corpo do animal, cuja espécie está em perigo de extinção, foi encontrado em 22 de dezembro perto de Seuneubok Bayu, um vilarejo isolado da província de Aceh, informou à AFP Sapto Aji Prabowo, diretor do Centro de Proteção de Animais de Aceh.

“A fêmea, de 25 anos, estava morta há 10 dias quando chegamos. A necropsia mostrou que os órgãos digestivos escureceram, o que em geral indica envenenamento, segundo os médicos”, declarou Prabowo. O paquiderme estava em gestação há 13 meses e deveria dar à luz a um macho dentro de seis meses.
Leia as últimas notícias de Mundo
Moradores do vilarejo afirmaram que os agricultores reclamavam que um elefante comia o fertilizante que colocavam na plantação de óleo de palma. A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) classifica o elefante de Sumatra entre as espécies em perigo crítico de extinção. 
Ao menos 11 elefantes selvagens morreram este ano em Aceh, a maioria abatidos por seres humanos, afirmou Prabowo. O número de elefantes de Sumatra em estado selvagem é calculado em menos de 3.000. Geralmente são vítimas de caçadores, que vendem suas cobiçadas presas de marfim para uso na medicina tradicional chinesa.

Fonte: Correio Braziliense rss

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here