Conheça a Convenção de Ministros Evangélicos e Igrejas do Brasil – COMEIB

A COMEIB – Convenção de Ministros Evangélicos e Igrejas do Brasil, foi fundada em 2009 e tem como presidente Pr. Ademar Mota. Hoje o quadro de filiados conta com 120 igrejas filiadas além de mais 400 pastor. Nos seus 11 anos de existência as principais atribuições da COMEIB tem sido, acompanhamento pastoral, apoio administrativo (contador, jurídico, entre outros). Porém em decisão coletiva o presidente Ademar Mota decidiu criar um núcleo político que terá como principal atribuição criar núcleos politico em todas as RAs do DF. Palavras do presidente “Enquanto o povo não souber escolher bem seus representantes não haverá dias melhores. Se entre os que elaboram as nossas leis estiverem verdadeiros servos de Deus que possam agir como Mardoqueu, evitando a maldade contra o nosso povo, Deus se agradará. Se na hora em que uma lei for prejudicial aos Cristãos esse servo agir como Ester em defesa do povo, e revogá-la, Deus o exaltará. Se entre eles estiver alguém como Salomão, que faça com que o evangelho prospere e pessoas de fora sejam atraídas para dentro da palavra de Deus, isso louvará o Senhor. Portanto, não podemos demonizar a política e nos ausentar de nossas responsabilidades. É Deus quem estabelece reis e governos. Em minha opinião o estado não deve ser CRISTÃO, no sentido de defender e promover uma determinada igreja ou religião. Este não é o papel do Estado, política confessional, sim; Estado confessional, não. Entre tanto, religião e política podem, sim, ser misturadas. Uma pessoa pode ser inspirada por sua fé a ingressar na política. A solução para os problemas políticos é sempre política. A solução para a má política é a boa política, e para a má espiritualidade é a boa espiritualidade. A democracia abriu as portas para que qualquer pessoa de bem, seja ele cristão ou não, ingressar na política. Como igreja estamos diante de um grande desafio, que deverá estar pautado na ética. Como disse certo filósofo “É melhor estar preparado e não exercer por falta de oportunidade do que ter uma grande oportunidade e nunca exercer por falta de preparo”. Quem são, na verdade, os políticos “evangélicos” que desprezam a ética? São e serão aqueles que nunca foram alicerçados na Palavra de Deus, estes nunca estarão dispostos a sacrificar o pessoal em nome do próximo. Por que? Porque a ética cristã sempre promoverá o evangelho, jamais promoverá o mau político. Por isso, antes de se pensar em qualquer cargo ou administração política, devemos pensar no reino de Deus, que somos sal da terra e luz do mundo, que temos não somente um compromisso com uma determinada denominação, mas com Deus e com o próximo”. E para esta missão o presidente Ademar Mota escolheu o estrategista político Theté Rocha, colocando assim de vez a COMEIB como uma grande força política para as próximas eleições.

Fonte: http://egnews.com.br