UnB homologa quatro chapas para disputa pela Reitoria. Veja os candidatos

Por conta da pandemia do novo coronavírus, eleição será digital pela primeira vez. Alunos, técnicos e docentes podem votar

UnB

Foram homologadas, nesta quarta-feira (29/7), as inscrições das quatro chapas que manifestaram interesse em participar da disputa pela reitoria da Universidade de Brasília (UnB). Assim, os nomes que pleiteiam o cargo máximo da instituição estão definidos.

Alunos, técnicos e docentes podem opinar no processo de definição de reitor e vice-reitor. Os critérios para participar constam no site consultaunb.com.br/.

A indicação final é realizada pelo Ministério da Educação, após a homologação da lista tríplice pelo Conselho Universitário (Consuni) da UnB.

A consulta será realizada nos dias 25 e 26 de agosto pela internet por causa da pandemia do novo coronavírus. É a primeira vez que a votação vai ser feita por meio virtual.

Os candidatos podem fazer campanha também a partir desta quarta-feira e encerrá-la no dia 24 de agosto. As chapas que cometerem infrações nesse período podem ter a candidatura cassada.

Conheça os nomes na disputa:

Possui graduação, mestrado e doutorado em geologia pela UnB, com período sanduíche na Université d’Orleans e BRGM, na França. Fez estágio pós-doutoral na Queen’s University, no Canadá. É docente da UnB desde 1995.

Coordena a volta às aulas na UnB, no modelo remoto, durante a pandemia do novo-coronavírus. Durante sua gestão, a universidade puniu com expulsão, anulação de créditos e cassação de diplomas de 25 estudantes acusados de fraudar o sistema de cotas raciais.

Candidata ao GDF

Fátima Sousa é professora associada do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências da Saúde (DSC/FS) e atua na pós-graduação em Saúde Coletiva e Ciências da Saúde. Pelo PSol, disputou o Governo do DF (GDF) na eleição de 2018. Teve 65.648 votos.

Foi diretora da FS de 2014 a 2018. Desenvolvendo projetos como a Faculdade Promotora de Saúde, contribuiu na inserção da UnB na Rede Ibero-Americana de Universidades Promotoras de Saúde e na criação da Rede Brasileira de Universidades Promotoras de Saúde (ReBraUPS).

Implantou e coordenou o Mestrado Profissional em Saúde Coletiva e participou da implantação do campus da UnB em Ceilândia.

Fez pós-doutorado na Université du Québec à Montréal, no Canadá; doutorado em ciências da saúde na UnB, mestrado em ciências sociais na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e residências em medicina preventiva e social, além de enfermagem, na UFPB.

Diretor do Instituto de Ciências Biológicas

Jaime Martins de Santana é diretor do Instituto de Ciências Biológicas da UnB. É biólogo com mestrado em biologia molecular pela universidade e doutorado em patologia molecular, pela UnB e a Universidade de Poitiers-França.

É membro do Comitê Medicina I da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) de avaliação de pós-graduação e foi conselheiro nacional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Pós-doutor em história e ex-presidente da ADUnb

Virgílio Caixeta Arraes é graduado, mestre e doutor em história pela UnB e pós-doutor em história pela Université de Montréal (Canadá). Sua produção tem ênfase nos Estados Unidos.

Pesquisador do Instituto Brasileiro de Relações Internacionais, atua como colaborador da Associação Brasileira de Relações Internacionais, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e da Escola Superior de Guerra.

fonte: Metropoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here