Uma a cada três meninas será abusada até os 18 anos

Dado foi compartilhado, nesta segunda-feira, pela ministra Damares Alves

Uma a cada três meninas será abusada até os 18 anos Foto: Pixabay

Nesta segunda-feira (18), data que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, compartilhou números sobre casos de abuso sexual.

– Os números são alarmantes! 1 a cada 3 meninas será abusada até os 18 anos de idade. Apenas 1 a cada 100 quebrará o silêncio de seu sofrimento e irá denunciar seu algoz. Segundo a UNICEF este é o pior país da América do Sul para se nascer menina, e é o 4° em casamento infantil – escreveu.

Leia também1 Maio Laranja visa combater o abuso sexual infantil
2 Abuso infantil na quarentena é problema subnotificado
3 Damares Alves: “Existe estupro de bebê neste país”
4 Amanda Rodrigues revela que sofreu abuso na infância

A ministra divulgou ainda um vídeo sobre a campanha Maio Laranja, que é contra o abuso e a exploração de crianças e adolescentes. Segundo ela, a denunciar os crimes é o meio de combater a ação dos abusadores.

– Precisamos mudar esta realidade. Denuncie a violência sexual contra crianças e adolescentes! Divulgue o vídeo de nossa campanha – declarou.

Publicação da ministra Damares Alves Foto: Reprodução

site do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos divulgou informações sobre registros feitos pelo Disque Direitos Humanos ao longo de 2019. Ao longo de 2019, houve um aumento de quase 14% em relação a 2018.

– Dos 159 mil registros feitos pelo Disque Direitos Humanos ao longo de 2019, 86,8 mil são de violações de direitos de crianças ou adolescentes, um aumento de quase 14% em relação a 2018. A violência sexual figura em 11% das denúncias que se referem a este grupo específico, o que corresponde a 17 mil ocorrências – informou o texto da pasta.

O Ministério apontou ainda que casos de abuso são praticados, em sua maioria, por padrastos e pais das crianças.

– O levantamento da ONDH permitiu identificar que a violência sexual acontece, em 73% dos casos, na casa da própria vítima ou do suspeito, mas é cometida por pai ou padrasto em 40% das denúncias. O suspeito é do sexo masculino em 87% dos registros e, igualmente, de idade adulta, entre 25 e 40 anos, para 62% dos casos. A vítima é adolescente, entre 12 e 17 anos, do sexo feminino em 46% das denúncias recebidas – destacou.

DENUNCIE
A pasta informou que denúncias de violência sexual podem ser feitas por meio dos canais do Ministério.

– O Disque 100, o app Direitos Humanos e o site da ONDH são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, inclusive em feriados e nos finais de semana. Os canais funcionam como “pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante – assegurou.

Fonte: Pleno.News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here