Temporal deixa 37 mil imóveis sem luz e prejuízo nas ruas do DF

CEB afirma ter normalizado a distribuição neste sábado (14/12/2019). Chuvas e ventos fortes derrubaram diversas árvores pela cidade

Material cedido ao MetrópolesMATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES

O Distrito Federal amanheceu, neste sábado (14/12/2019), impactado pelas fortes chuvas da noite anterior. Houve quedas de árvores, muros e destelhamentos em várias regiões da capital. Além disso, as descargas elétricas que acompanharam a tempestade foram responsáveis pelo corte no fornecimento de energia de 37.626 unidades consumidoras, conforme informou a Companhia Energética de Brasília (CEB).

O Plano Piloto liderou a quantidade de imóveis que ficaram sem luz. Levantamento da CEB mostra que, desde às 20h, 7,7 mil casas tiveram o fornecimento de energia interrompido. Na sequência, estão Sudoeste (6,1 mil); Guará (4,4 mil) e Sobradinho (4 mil).

Veja fotos do estrago:
Temporal deixa 37 mil imóveis sem luz e prejuízo nas ruas do DF

De acordo com a CEB, a distribuição já teria sido normalizada no em todas as regiões já nas primeiras horas deste sábado (14/12/2019). Há relatos de falta de luz no Sudoeste e no Cruzeiro.

Ainda nesta manhã, equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) realizavam levantamento dos prejuízos causados pelas fortes chuvas. Em nota, a Novacap afirmou que as administrações regionais do Plano Piloto, em especial da Asa Norte, Guará e Samambaia entraram em contato com o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) para notificar ocorrências referentes a queda de árvores. “Um balanço deve ser realizado pelo DPJ até o final do dia”, finalizou.
Cratera

Apesar do susto da última semana, a tempestade dessa madrugada não aumentou os estragos na 709/909 Sul, onde uma cratera se abriu com as forças da chuva e engoliu quatro carros – retirados do burado nessa terça (10/12/2019).

A explicação inicial é que houve a ruptura de uma tubulação de água pluvial. Com isso, o solo atrás do muro de arrimo ficou extremamente encharcado e a estrutura cedeu. A empresa responsável pelas obras realizou mudanças na estrutura para reduzir novos riscos de erosão.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)havia previsto para as intensas precipitações de sexta. Segundo levantamento do Inmet, choveu até 50,4 mm na noite de sexta. Só no Plano Piloto, foi registrado 30,9 mm d’água.

De acordo com o meteorologista Heráclito Alves, ainda há a possibilidade de mais chuvas neste sábado (14/12/2019). “Nós não podemos considerar as chuvas de ontem como uma tempestade, mas foram intensas. Era algo que estava previsto, com trovoadas e ventos mais fortes. Hoje [sábado], diminui a possibilidade de novas chuvas, devem vir mais isoladas. Terá mais abertura de sol e os próximos dias serão mais secos”, explicou.

O especialista afirma que esse tipo de preciptação é comum nessa época do ano. “A alta umidade somada às temperaturas elevadas provocam essas chuvas. Dezembro chove praticamente todo dia”, disse.

Ainda durante a noite, o Inmet alertou para as pancadas. O aviso coloca o DF em “perigo potencial”, com risco de corte de energia elétrica, queda de galho e árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Veja vídeo do temporal:

O Inmet recomenda que as pessoas não se abriguem sob as árvores, evitem usar aparelhos ligados à tomada e entre em contato com o Corpo de Bombeiros em caso de emergência.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: Metropoles