Saque do FGTS e 13º salário: sexta tem dinheiro extra na conta

Juntos, benefícios podem injetar mais de R$ 200 bilhões na economia brasileira. Veja datas e regras para o recebimento do dinheiro

Michael Melo/MetrópolesMICHAEL MELO/METRÓPOLES

O fim de semana promete ser de contas recheadas, pelo menos para parte dos brasileiros. Na próxima sexta-feira (29/11/2019), a Caixa Econômica Federal inicia o saque imediato do Fundo de Garantia pelo Tempo de Serviço (FGTS) para os nascidos no mês de agosto. No mesmo dia, parte dos trabalhadores receberão a primeira parcela do 13º salário.

O chamado saque imediato permite que todos os trabalhadores, com contas ativas ou inativas do FGTS, possam sacar até R$ 500 de cada uma delas. O saque pode ser solicitado pelo aplicativo da Caixa e retirado nas agências com documento de identidade ou senha do cartão cidadão.

A Caixa ainda não informou quantas pessoas poderão ser beneficiadas e qual a liberação aproximada de dinheiro que ocorrerá nesta etapa das retiradas. Ao todo, o banco estatal pretende injetar na economia R$ 40 bilhões.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Como a data limite para o pagamento da primeira parcela do 13º salário cai no próximo sábado (30/11/2019), parte das empresas e empregadores podem adiantar o pagamento para a sexta-feira.

A primeira parcela do 13º salário corresponderá a 50% (cinquenta por cento) da média salarial recebida pelo trabalhador no ano. Nessa primeira etapa, não há descontos, ou seja, será metade do salário bruto. Essa parte é maior que aquela que será recebida até 20 de dezembro, pois não tem dedução de impostos e encargos (INSS e imposto de renda).

Cerca de R$ 214 bilhões serão injetados na economia brasileira com o pagamento do 13º salário, segundo levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Estimativa do Ministério da Economia mostra que cerca de 81 milhões de brasileiros serão beneficiados.

Tem direito ao 13º salário todo trabalhador contratado pelo modelo CLT, ou seja, com carteira assinada, que tenha trabalhado por pelo menos 15 dias durante o ano e não tenha sido demitido por justa causa.
Fonte: Metropoles