Por que os militares estão sendo empregados no governo Bolsonaro?

Depois que os militares deixaram o poder no Brasil, nossos chefes militares se preocuparam com a formação acadêmica da tropa. A nova realidade da guerra moderna impôs aos militares a necessidade de uma melhor preparação acadêmica para poderem usufruir do enorme espectro de ciência e tecnologia à disposição dos militares nos dias de hoje.

As novas tecnologias mudaram o conceito de guerra e dos teatros de operações. Além dos sofisticados armamentos com elevado nível de agregação cientifica e tecnológica a gestão administrativa e operacional das forças armadas modernas não podem mais prescindir de um uso massivo dessas ferramentas tecnológicas de gestão operacional e administrativa.

Esse novo cenário fez com que nossos militares aprimorassem sua formação acadêmica e se dedicassem fortemente à pesquisa e desenvolvimento de inovação nas suas forças.

O artigo abaixo nos mostra claramente que nossos militares estão dedicados à geração de conhecimento e a difusão desse conhecimento. Na mesma toada de agregação cientifica e tecnológica dos militares federais os militares estaduais (Polícias e Bombeiros Militares) também sentiram essa necessidade e estão experimentando um ciclo virtuoso de busca pelo conhecimento e da gestão oportuna e eficaz desse conhecimento.

Clique na imagem para ler o artigo

Nesse contexto podemos citar uma iniciativa pioneira da PMDF ao criar o seu Instituto Superior de Ciências Policias (ISCP) que é a primeira entidade de ensino superior (IES) do gênero em todo o Brasil reconhecido pelo MEC e avaliado com nota máxima por aquele ministério. O ISCP já realiza cursos de graduação e de pós-graduação lato sensu e está em fase final de planejamento para realizar cursos de pós-graduações stricto sensu (mestrado e doutorado).

A PMDF tem hoje em seus quadros cerca de 130 policiais militares com mestrado e/ou doutorado. Por esse notável nível de formação e de especialização os militares federais e estaduais são bastantes requisitados nos governos federais e estaduais, bem como no setor privado.

Quer saber mais sobre ISCP (Instituto Superior de Ciências Policiais? Clique aqui.

Fonte: AMEBRASIL