Paulo Henrique Costa diz que o BRB Fácil permite que os clientes quitem suas dívidas com até 90% de desconto

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, disse que a criação de uma agência específica para atender esses clientes foi uma maneira de permitir que o servidor conseguisse alongar os prazos para o pagamento de suas dívidas junto a instituição financeira.

Desde o lançamento do programa BRB Fácil, em fevereiro desse ano, a enorme fila dos mais de oito mil servidores endividados, aos poucos, vêm diminuindo.

No entendimento de Paulo Henrique Costa a solução para o servidor não é simplesmente renegociar a dívida, mas entender o seu contexto financeiro e toda sua lógica de receita e gastos para dar as orientações com relação a esse relacionamento com o dinheiro.

“Criamos uma agência específica para atender esses clientes e revimos os prazos e as taxas dos nossos produtos, de maneira a permitir que o servidor conseguisse alongar os prazos das operações”, disse o presidente do BRB ao portal de notícias da Agencia Brasília.

Ele lembrou que em fevereiro passado fora lançado um produto novo que se chama BRB Fácil que permite que clientes com mais de um ano de atraso no pagamento de suas dívidas possam quitar os valores com até 90% de desconto.

“E os resultados de tudo isto, já estamos vendo: em seis meses, passamos de mais de 5 mil contratos, envolvendo mais de R$ 400 milhões renegociados”, comemorou.
O presidente do banco afirmou ainda que nos últimos quatro anos, o programa se repetiu:

“São os 12 meses com mais sucesso, com apenas 500 renegociações. Também conseguimos trazer o salário de mais de 100 servidores de volta para o banco. Servidores que já tinham migrado por portabilidade para outros bancos. Sei que não é um número tão grande, mas a visão que trouxemos é que o servidor precisa ser tratado num ambiente concorrencial”, pontuou.

Para Paulo Henrique Costa, não é porque o BRB tem a exclusividade da folha que não precisa dar a atenção adequada.

“Por isto, começamos a melhorar nossas soluções de tecnologia, a oferta de produtos, a disponibilidade de nossos sistemas de 80% para 95%, se comparado ao ano passado, ampliamos com a oferta de financiamento de lotes, laçamos dois cartões de crédito novos: Visa Infinity e o cartão Sou Mais Mulher, que começou a ser comercializado há duas semanas”.

Fonte: Radar