Moradores dos Jardins Mangueiral recebem GDF Presente

Novo balão, construído pela gestão atual do GDF e reivindicado pela comunidade há cinco anos, facilita a entrada e saída de motoristas, principalmente daqueles que moram entre as quadras 10 e 15

GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
Com o balão, motoristas economizam um trajeto de dois quilômetros para entrar e sair | Fotos: Renato Araújo / Agência Brasília

O programa GDF Presente atendeu a uma demanda de cinco anos dos moradores dos Jardins Mangueiral, em São Sebastião: a construção de um balão entre as quadras 10 e 11. A rotatória facilita a entrada e saída de motoristas, principalmente daqueles que moram entre as quadras 10 e 15 e que, com a construção do novo acesso, economizam um trajeto de dois quilômetros. Pelo menos 12 mil pessoas, em média, passam pelo local diariamente.

As principais queixas vinham dos moradores das quadras 13 e 14. Isso porque o setor tem oito mil unidades habitacionais distribuídas em 15 quadras. Nove delas ficam na parte norte, acima da área onde será construído o parque vivencial e urbano. Essa região tem dois balões destinados aos motoristas que trafegam pela Avenida Mangueiral em direção à DF-463, a principal via de acesso a São Sebastião.

Quem vive nas outras seis quadras, na parte sul, abaixo da área destinada ao parque, só tinha um acesso para entrar e sair do bairro. “Assim, quem vinha de São Sebastião tinha que ir lá em cima até o segundo balão e depois voltar tudo de novo”, conta Luiz Fernando Araújo, integrante da Associação Amigos dos Jardins Mangueiral. “Eu mesmo levo minhas duas filhas à escola, que fica em São Sebastião, todo dia de manhã, e depois volto para casa, na quadra 10. Eu ia pela Avenida Mangueiral e saía lá embaixo, praticamente em frente a à São Sebastião, mas a volta era um suplício”.

Luiz Fernando lembra que a construção do novo acesso também diminuiu os congestionamentos que se formavam na avenida principal dos Jardins Mangueiral no horário do rush. “Como a segunda opção era a saída lá de baixo, todo mundo se dirigia paro o mesmo lugar para sair na saída lá de cima”, explica. Segundo ele, o balão estava previsto no projeto do setor habitacional, mas não foi concluído.

Thiago Santos, 24 anos, morador da quadra 11: “Quando eu vinha de São Sebastião tinha que pegar o retorno lá em cima para depois descer tudo de novo”

O balão recém-construído fica ao lado do único posto de gasolina do Mangueiral. Tábata Bussinger, 33 anos, mora na quadra 12 e abastece o carro toda semana no local. “Agora saio do posto, faço o balão e volto para casa. Antes tinha que ir lá em cima. Melhorou demais”, elogia. Thiago Christian Santos, 24 anos, é morador da quadra 11 e, apesar de trabalhar no Plano Piloto e poder sair do bairro pelos acessos da parte norte, também reclama. “Quando eu vinha de São Sebastião, tinha que pegar o retorno lá em cima para depois descer tudo de novo”, relata.

Pedidos da população

O GDF Presente passou por São Sebastião entre 23 e 25 de julho. Desde o dia 17 deste mês, porém, a equipe de obras da administração regional da cidade trabalhava em uma força-tarefa para entregar os compromissos firmados com a comunidade. “Esse programa é muito importante para ajudar as administrações regionais a atender aos pedidos da população, porque nós estamos próximos à comunidade, mas não temos equipamentos e insumos suficientes. Tudo tínhamos que pedir para a Novacap”, afirma o administrador de São Sebastião, Alan Valim.

A presença de 12 máquinas a mais na região fez a diferença e possibilitou que diversos serviços fossem realizados simultaneamente, como a desobstrução de 11 bocas de lobo na Avenida Comercial e a construção de um quebra-molas nos Jardins Mangueiral. Foram 44 caminhões de cascalho usados no Residencial Vitória, onde as ruas ainda não são asfaltadas e há oito anos não recebiam manutenção; e mais 23 caminhões para patrolar as ruas do bairro Itaipu. Além disso, 21 toneladas de massa asfáltica foram utilizadas na ação de tapa-buraco nos bairros São José e Setor Tradicional, e a equipe também realizou o recolhimento de entulhos em toda a cidade.

Segundo o administrador, o GDF Presente voltará à região na próxima segunda-feira (12). “Vamos recuperar o asfalto na entrada da cidade e fazer operações tapa-buraco no bairro São José”, afirma.

O programa

O GDF Presente foi iniciado em 13 de maio e tem seu eixo de atuação baseado nos resultados do SOS DF, que organizou mutirões de serviço para solucionar de forma imediata os problemas emergenciais nas cidades do Distrito Federal, atendendo a demandas como limpeza de ruas, operações tapa-buraco, retiradas de entulho, galhos e troncos de árvores. O programa é coordenado pela Secretaria de Governo e tem parcerias com a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Departamento de Estradas e Rodagem do DF (DER/DF), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e o Departamento de Trânsito do DF (Detran/DF), além das secretarias de Cidades (Secid) e de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri).

Fonte: Agência Brasilia