Hotel Torre Palace será finalmente leiloado

Prédio em ruínas na área nobre de Brasília vai ser vendido para quitar dívidas e será leiloado em plataforma on-line

O Torre Palace Hotel, localizado em área nobre no Setor Hoteleiro Norte (SHN), será leiloado a partir de amanhã em plataforma on-line, com lance inicial de R$ 35 milhões.

Os lances terão duração de cinco dias. O local foi vistoriado por agentes da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) na tarde de ontem a fim de avaliar possíveis movimentações de pessoas em situação de rua ou prováveis irregularidades no local.

Uma resolução sobre o imóvel é necessária principalmente pela indenização de antigos funcionários e pela conservação sanitária do local, que se tornou foco da dengue. Ainda não se sabe sobre a confiabilidade da estrutura e se será necessária uma demolição. Uma vez que não passa por manutenção ou limpeza constantes, e as áreas deterioradas acumulam destroços, além de ter espaços descobertos.

Segundo o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do DF (Ademi), Eduardo Aroeira, o valor avaliado do Torre Palace Hotel servirá, principalmente, para a quitação de dívidas acumuladas ao longo dos anos. Ele afirma que o empreendimento encontra-se “bastante endividado e com qualidade da edificação muito deteriorada”. No próprio Edital despachado pela 13ª Vara do Trabalho de Brasília, que autorizou o leilão, há um destaque pelo estado “atualmente bastante depredado” da estrutura.

Lances pela internet

Os lances para o leilão poderão ser feitos na plataforma especializada. Caso “não haja alienação, remição ou adjudicação” do bem no período determinado, o Edital emitido permite a realização de um segundo leilão, desta vez, de forma presencial, em 26 de novembro, às 10h, com avaliação em 50% do valor inicial. Os R$ 35 milhões foram avaliados em maio de 2015.

“A resolução desse problema é muito importante porque se trata de uma relação de ganho dentro da sociedade. […] O setor hoteleiro sofre muito com a deterioração deste edifício, uma vez que há casos de dengue lá com empoçamentos de água, e há vários invasores que volta e meia invadem o prédio, colocando em risco as próprias vidas [pelo ambiente insalubre]. […] Os trabalhadores poderão receber seus direitos trabalhistas com o valor do leilão, então a resolução do problema é benéfica para a sociedade como um todo”, ressaltou Aroeira.

O Torre Palace Hotel foi construído em 1973 e está localizado em área nobre no centro de Brasília, de frente para a via N1 da Esplanada dos Ministérios, e pouco atrás da Torre de TV, um dos pontos turísticos da capital. Após a morte do proprietário em 2000, desacordos entre os herdeiros e o processo para a recuperação do local até então sem resolução pelo Ministério Público do Trabalho de Brasília, protelaram uma recuperação do imóvel.

“Ele está em uma região que é tombada, ou seja, não aparecerão novos empreendimentos naquela área. A localização voltada para o Eixo Monumental faz dele um edifício privilegiadíssimo, e que traz, eventualmente, uma valorização muito boa a um novo empreendimento no local”, destacou Aroeira.

Em junho de 2016, o prédio, que estava tomado por invasores em situação de rua, foi desocupado em operação policial organizada pela SSP/DF. Desde então, as entradas do local foram tapadas com um muro de concreto, a fim de impedir a passagem de novos invasores. À época o imóvel também foi apontado como ponto tráfico de drogas e de criminalidade.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: Jornal de Brasilia