Globo pode perder a concessão após ‘deslize’ de Fátima Bernardes

O deputado federal Otoni de Paula (PSC) anunciou, na última sexta-feira, que ingressou com com uma ação judicial contra a TV Globo, a jornalista Fátima Bernardes e a cantora Ludmilla, por transmitirem uma apresentação da cantora com a música ‘Verdinha’, que faz apologia às drogas.

Na letra da canção, algumas palavras foram realmente pesadas (para o horário) e a funkeira chegou a mandar um “Fiquei loucona, chapadona” (ao vivo) durante o programa Encontro.

Em sua conta do Twitter, o deputado Marcos Feliciano também declarou que fará uma denúncia no Ministério da Justiça e Segurança Pública:

“Protocolarei denúncia no Ministério da Justiça e no Ministério da Ciência e Tecnologia [para] cassar a concessão da Globo já”, postou o deputado.

De fato, Ludmilla cantou a música Verdinha sem cortes.

Feliciano também compartilhou uma publicação da deputada federal (e ex-procuradora do DF) Bia Kicis (PSL-DF), que criticou a Globo por apresentar uma canção que faz apologia à maconha em “um horário acessível à crianças” no programa da apresentadora Fátima Bernardes.

Osmar Terra, ministro da Cidadania, também mandou seu recado à Globo:

Plantar maconha é crime, fazer apologia de crime é crime também. Usar um programa de TV incentivar o plantio e uso da maconha é crime duplo. O Lobby das drogas não tem limite moral nem nem legal!




Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: Diário do Brasil