GDF e Ministério da Justiça assinam convênio para reforma do Teatro Nacional

AGATHA GONZAGA

O Governo do Distrito Federal e o Ministério da Justiça assinaram o convênio que garante os recursos do governo federal para a reforma do Teatro Nacional. O valor total é de R$ 33 milhões e é oriundo do Fundo de Direitos Difusos da pasta. O anúncio, feito em primeira mão pelo secretário de Cultura do DF, Bartolomeu Rodrigues, durante o programa CB. Poder desta segunda-feira (6/1), é um passo efetivo para que a revitalização do espaço saia do papel.

Segundo o secretário, as obras se concentrarão na restauração da Sala Martins Penna na primeira etapa. Depois, o governo estuda abrir a possibilidade de receber o auxílio da iniciativa privada para a reforma das outras partes do teatro..

“O teatro está sujo, está feio. Ninguém mais olha para aquilo. Então, quando nós encerrarmos essa primeira parte, vamos fazer o restante. O Estado tem a sua obrigação, mas Brasília é hoje uma capital que já tem a sua identidade. Então, nós não podemos ficar sempre dependendo do Estado para tudo, a iniciativa privada tem que também retribuir o que a cidade tem dado a ela”, afirmou.

Com relação ao prazo de entrega da obra, o secretário preferiu não fazer estimativas. Ainda assim, segundo ele, a expectativa do governo é de que a reforma seja concluída ao longo deste ano.

O secretário também antecipou a reabertura do Museu de Arte de Brasília (MAB) em 2020. Segundo o chefe da pasta, não há data exata para a reinauguração. “ A gente pretende colocar no MAB a arte de Brasília, envolver o mundo acadêmico e os artistas para ser também um presente para a capital. Porque é uma obra importante do Niemeyer que está sendo recuperada e vamos entregar”, disse.

Além desses assuntos, Bartolomeu Rodrigues, que assumiu a pasta há 17 dias, informou que tem se reunido com representantes de blocos de carnaval e escolas de samba e feito planos para a data comemorativa.

Confira a íntegra da entrevista: