Dívidas de brasilienses com IPVA e IPTU chegam a R$ 775 milhões

A última parcela dos impostos venceu em agosto, mas, no caso de 300.517 veículos e de 228.025 imóveis, não houve o pagamento de nenhuma cota

detran

REPRODUÇÃO

Mesmo com o vencimento da última parcela do IPTU e do IPVA no mês de agosto, a inadimplência do brasiliense é alta. Somente com o impostos Predial e Territorial Urbano e o Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, os moradores da capital devem R$ 775,9 milhões ao Governo do Distrito Federal. Ao todo, são 300.517 veículos e 228.025 imóveis sem o pagamento de nenhuma das cotas mensais dos respectivos tributos.

Com algumas parcelas pagas, mas sem a quitação total dos impostos, são 314.888 proprietários de imóveis e 411.164 donos de automóveis circulando no Distrito Federal. A dívida total do IPTU é de R$ 442, 5 milhões, enquanto a do IPVA é de R$ 333,3 milhões.

Em 2020, somando os dois impostos, o GDF arrecadou R$ 1.762.825.638,35. Porém, a expectativa inicial do governo era receber R$ 2.538.770.077,44.

Além de estarem sujeitas a sanções como multas e inclusão do nome no cadastro negativo, as pessoas que não estiverem com os impostos em dia não poderão participar dos sorteios do Nota Legal. Para fazer parte, é preciso regularizar as dívidas com o GDF. O concurso será realizado no dia 27 de outubro, com R$ 3 milhões em prêmios.

Veja os números:

IPVA

  • 855.025 veículos têm imposto quitado
  • R$ 968.518.875,45 foram arrecadados
  • 411.164 automóveis ainda estão com dívidas
  • São R$ 333.436.896,95 em débitos

IPTU

  • 605.630 imóveis estão com seus impostos quitados
  • R$ 794.306.762,90 foram arrecadados
  • 314.888 imóveis ainda têm débitos
  • São R$ 442.507.542,14 em dívidas
Fonte: Metropoles