Deputada Julia Lucy, solidária aos músicos e a cultura do DF

Atenção músicos de Brasília!
Sabe quem intercedeu junto ao governador para a volta da musica ao vivo em bares e restaurantes? Isso mesmo, Julia Lucy, uma parlamentar de primeiro mandato que não cansa de trabalhar por causas nobres como essa dos músicos.

“Faz 6 meses de paralisação das atividades artísticas em Brasília e muitos trabalhadores do setor estão em verdadeira penúria. Não é justo impedi-los de trabalhar com segurança! Conte com o nosso mandato para representar o que é certo, abraços”, Júlia Lucy Deputada Distrital – NOVO

Diante dessa pandemia que assola Brasilia, o Brasil e o mundo, aqui no DF a deputada Júlia Lucy atua em prol de todas as classes profissionais do DF e além desse pedido feito para o governador  Ibaneis para permitir a apresentação de bandas e de músicos individuais nos bares e restaurantes e seguindo na área da cultura, e sentido a dificuldade por que passa essa classe, a deputada liberou recentemente outro projeto voltado para esses profissionais que é o  MEGA PACOTE DE COMBATE AO COVID-19, um projeto da parceria Secretaria de Cultura o CDDF e o Instituto LUMIART, que é voltado para capacitar e estimular empreendedores culturais do Distrito Federal a enfrentarem o momento de crise através da educação empreendedora aliada à tecnologia, por meio de uma portal simples, de modo a buscarem estratégias inovadoras para a manutenção e sobrevivência de seus empreendimentos, bem como apoiar na área psicossocial e emocional, tornando-os aptos a se reinventarem pelo conhecimento transmitido durante a execução do projeto.

Este projeto contempla empreendedores culturais do Distrito Federal, atuantes em várias áreas, que, por conta das medidas de isolamento, estão com seus empreendimentos em estado crítico e encontram dificuldades para se adaptar à nova realidade e precisam reinventar os seus negócios.
Ao todo se estima que seja 100 beneficiados diretamente e indiretamente, entre empreendedores culturais e possíveis colaboradores de seus empreendimentos.

Fonte: http://egnews.com.br