Afastado por estresse, Robério renova licença com atestado de 4 dias

Distrital teve crise em meio a denúncias de que a assinatura dele apareceu em folhas de ponto durante uma viagem a Orlando

Michael Melo/MetrópolesMICHAEL MELO/METRÓPOLES

O deputado distrital Robério Negreiros (PSD) ficará, pelo menos, mais quatro dias longe dos trabalhos na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O parlamentar apresentou, nesta terça-feira (11/06/2019), um novo atestado médico e prorrogou a licença após uma crise de estresse. Quem assina o pedido de afastamento é a psiquiatra Maria do Carmo Ferreira de Vasconcelos.

O documento foi homologado pelo departamento de recursos humanos da Casa. Para a liberação ser oficializada, o atestado deve ser publicado no Diário da CLDF, nesta quarta-feira (12/06/2019), após assinatura dos membros da Mesa Diretora. Negreiros é segundo-secretário da Casa, mas a análise será feita pelo seu suplente, Roosevelt Vilela (PSB).

Robério está afastado por razões médicas desde 28 de maio. O atestado foi apresentado em meio a denúncias de que a assinatura dele apareceu em folha de ponto do plenário da CLDF, em pelo menos quatro ocasiões, quando ele estava fora do país – em uma viagem a Orlando (EUA). A direção da Câmara Legislativa decidiu cortar o ponto do deputado nos dias da viagem registrada nas próprias redes sociais do distrital.

MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLESMATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLESMaterial cedido ao MetrópolesSalvarSalvar

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga a denúncia de fraude. Por sua vez, a ONG Adote um Distrital protocolou na Câmara Legislativa pedido de cassação contra o parlamentar.

Na última semana, durante o afastamento por estresse, Robério foi fotografado aproveitando as praias de Arraial d’Ajuda (BA), onde ficou por quatro dias. A informação foi dada pela Coluna do Estadão e confirmada pelo Metrópoles. Segundo ele, “a viagem atende a uma necessidade de saúde, uma vez que a indicação médica no atestado de afastamento constata estresse com agravamento no nervo ciático.

Fonte: Metropoles