23.2 C
Brasília, BR
quarta-feira, abril 1, 2020

Como apagar dados pessoais que não deveriam estar na rede

À medida que navega e compartilha informações na web, você deixa uma trilha que qualquer pessoa no mundo pode acessar sem se levantar do sofá

JUAN IGNACIO RONCORONI / EFE

É provável que se você digitar seu nome no Google encontre registros que nem sabia que existiam. De páginas da web com dados pessoais, como seu endereço ou telefone, a fotografias que na época você não se preocupou em postar na Internet. E até contas que criou em aplicativos que mal chegou a usar. À medida que navega e compartilha informações na web, você deixa uma trilha que qualquer pessoa no mundo pode acessar sem se levantar do sofá. Apagar por completo a pegada digital é complicado. Mas existem opções para eliminar e controlar as informações pessoais que aparecem sobre você na Internet.

Tudo o que um usuário escreve em redes sociais, blogs, fóruns ou outros serviços pode aparecer na Internet. É possível editar ou excluir grande parte desta pegada de forma manual. “Para localizar esse conteúdo, o mais recomendável é ir ao Google e pesquisar por si mesmo, escrevendo seu nome e sobrenome entre aspas, e depois, com muita paciência, eliminar todas essas informações”, explica Fernando Suárez, presidente do Conselho de Faculdades de Engenharia da Computação (CCII, na sigla em espanhol), da Espanha.

O usuário pode excluir uma a uma cada conta que criou nas redes sociais e outros serviços. Mas há ferramentas que facilitam o trabalho. Por exemplo, o Deseat.me oferece uma lista de todas as contas que uma pessoa criou com um email específico e permite solicitar a exclusão bastando pressionar um botão. Já o AccountKiller compila links diretos para facilitar a qualquer usuário excluir sua conta em sites como Gmail, Instagram, Netflix e Microsoft. “Você quer se livrar da sua conta online? Não deveria ser um problema, certo? Infelizmente, em muitos sites, incluindo os populares, como o Facebook, apagar sua conta pode ser uma verdadeira dor de cabeça”, explica ele em seu próprio site.

“Eliminar completamente a pegada digital é praticamente impossível: depois que publicamos informações na Internet, perdemos o controle sobre elas e não sabemos quem pode acessá-las e para qual finalidade”, alerta Suárez. Ele dá o seguinte exemplo: “Se postamos uma foto em uma rede social e posteriormente a excluímos, não podemos ter certeza de que as pessoas que tiveram acesso a essa fotografia não a publicaram em outras páginas e, portanto, sua exclusão seria muito mais complicada. “

Como apagar a informação que aparece na Internet

A lei europeia do direito ao esquecimento permite que você peça diretamente ao Google que desindexe determinadas informações. Ou seja, que quando alguém usar o mecanismo de pesquisa, um site específico não apareça entre os resultados. Existe um formulário para isso. O usuário deve assinalar um por um os links que deseja remover e indicar o motivo.

O Google pode retirar informações pessoais que representem um risco significativo de roubo de identidade, fraude financeira ou outros tipos de danos específicos. Suárez explica: “Por exemplo, números de identificação, como o do documento de identidade ou informações de cartões de saúde, números de contas bancárias ou de cartões de crédito, históricos médicos, imagens de assinaturas ou fotografias de conteúdo sexual explícito postado na Internet sem o nosso consentimento”.

Mas a opção de pedir ao Google que exclua determinadas informações tem limitações. Juana María Perea, reitora da Faculdade Oficial de Engenharia da Computação das Ilhas Baleares, observa que o preenchimento do formulário não garante que os dados sejam desindexados. A empresa de Mountain View analisa os links um por um e escolhe se os desindexa ou não. “Quando você envia uma solicitação, no Google procuramos o equilíbrio entre os direitos à privacidade dos usuários afetados, o interesse público que essas informações podem ter e o direito de outros usuários de distribuí-las”, afirma a gigante da tecnologia em seu site.

A empresa pode se recusar, por exemplo, a retirar informações sobre fraudes financeiras, negligência profissional, condenações criminais ou conduta de funcionários públicos. Além disso, este formulário apenas garante a remoção de dados na União Europeia. Portanto, os dados continuarão a aparecer nas versões internacionais do mecanismo de busca.

Outros buscadores

O Google é o líder indiscutível dos mecanismos de busca. Em 2018, totalizou 96% das pesquisas de usuários, segundo a Statista. São seguidos pelo Bing, com 3%, e o Yahoo, com 1%. Mesmo assim, os especialistas também recomendam controlar o que aparece nesses alternativos. “O processo mencionado só se aplica ao Google. O Yahoo e o Bing têm seu próprio formulário para que exerçamos nosso direito de desaparecer da rede”, diz Perea. Nos dois mecanismos de busca, se aceitarem a solicitação, o conteúdo será removido apenas na Europa.

Tanto Perea como Suárez concordam com a importância de controlar em quais sites você se registra. O presidente do CCII aconselha, antes de tudo, “a prudência ao usar as ferramentas da Internet”: “Não apenas aquelas em que publicamos informações diretamente, como blogs ou redes sociais, mas também a própria trilha que deixamos, por exemplo, ao pesquisar ou navegar “. Nesse sentido, é recomendável excluir periodicamente os cookies, usar VPNs (rede virtual privada, na sigla em inglês) ou optar por mecanismos de busca alternativos ao Google, projetados para navegar sem deixar vestígios.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: El País

Estudos descobrem nova via de entrada do coronavírus no corpo

Funcionários de uma empresa chinesa que fabrica exames de diagnóstico para o coronavírus.

ROMA, 01 ABR (ANSA) – Dois estudos do Instituto Italiano de Tecnologia (IIT) descobriram que o novo coronavírus (Sars-CoV-2) tem uma segunda via de entrada nas células do corpo humano, além da conhecida Ace2: o receptor de ácido siálico, presente nos tecidos das vias aéreas altas.

O receptor é usado também por outro vírus, o Mers-CoV, que causa a Síndrome Respiratória do Oriente Médio, que também provocou uma epidemia em 2012. Segundo as pesquisas, depois que o Sars-CoV-2 entra no organismo para reproduzir-se, ele usa diversas proteínas, entre as quais, algumas comuns do vírus da imunodeficiência humana (HIV).

A descoberta feita pelos estudos, que ainda precisam de mais testes para serem confirmados pela comunidade científica, abre novas possibilidade sobre o nível de contágio do novo coronavírus e sobre o uso de novos medicamentos. “Nós desenvolvemos um novo modelo preditivo para entender como as proteínas na superfície do vírus interagem com os receptores humanos”, explica o diretor do IIT, Giancarlo Ruocco. No primeiro estudo, feito na capital italiana com o apoio da Universidade Sapienza, os pesquisadores analisaram as interações da proteína Spike, com a qual o vírus conecta o receptor Ace2 (o mesmo usado como alvo pelos medicamentos da família sartan e anti-hipertensivos), e confrontaram a sua capacidade de permanecer conectado. Com surpresa, os estudiosos viram que essa capacidade era muito inferior àquela do vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars). Por isso, tiveram a ideia de buscar um segundo receptor envolvido.

“Assim, nós descobrimos que para entrar na célula, o vírus Sars-CoV-2 também usa o ácido siálico, presente nas vias respiratórias, e usado pelo vírus Mers”, diz ainda Ruocco.

Conforme o pesquisador, agora é preciso entender se a diferente mortalidade e infecciosidade da Covid-19 depende desses dois caminhos de entrada. “Isso poderá esclarecer porque há tantos casos assintomáticos, mas essa é só uma hipótese que deve ser confirmada, assim como os resultados do estudo”, esclarece ainda o italiano.

Já a outra pesquisa, coordenada pelo diretor do IIT de Gênova, Gian Gaetano, descobriu que parte da proteína Spike que interage com o receptor do ácido siálico muda muito entre as várias cepas de vírus, o que poderia explicar as grandes diferenças de comportamento da doença observadas nas diversas populações.

Também analisou como o vírus age quando entra na célula e começa a se reproduzir.

“Nós vimos assim que, além de se servir de algumas proteínas já conhecidas e comuns em outros vírus, que ele pega algumas outras específicas. Nessas últimas, uma dezena são compartilhadas com o vírus do HIV”, precisa Tartaglia.

A sugestão dos pesquisadores é “tentar usar, entre os antivirais desenvolvidos nos últimos anos contra o HIV, aqueles que agem de maneira pontual em cima dessas proteínas. Também nesse caso, os dados precisam ser confirmados, e esperamos que a nossa publicação chegue aos termos científicos e que receba comentários úteis para compreensão”, finaliza. (ANSA)

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ

Jon Jones vai cumprir um ano de liberdade condicional por dirigir bêbado

Jon Jones vai cumprir um ano de liberdade condicional por dirigir ...

Jon Jones, campeão dos meio-pesados do UFC, se declarou culpado por dirigir bêbado na cidade de Albuquerque, no Novo México. O norte-americano foi detido no última quinta-feira sob efeito de bebida alcoólica, uso negligente de arma de fogo, posse de garrafa de bebida e ausência de documentação. Ele foi solto após pagamento de fiança.

De acordo com os registros judiciais, o lutador de 32 anos chegou a um acordo com as autoridades e foi condenado a um ano de liberdade condicional. Jones terá de usar uma tornozeleira, cumprir tratamento ambulatorial de no mínimo 90 dias, além de pagamento de multa e 96 horas num programa de custódia comunitário.

Parte do acordo judicial retira as outras acusações de Jones, como a posse de arma. Em uma declaração, o lutador chegou a pedir desculpas. “Aceito total responsabilidade por minhas ações e sei que tenho alguns trabalhos a fazer, que envolve a relação doentia que tenho com álcool.”

Na semana passada, Jones foi encontrado em seu carro, que estava ligado, com uma arma debaixo do banco do motorista e uma garrafa pela metade de bebida alcoólica no banco traseiro. Submetido ao teste do bafômetro, o lutador apresentava duas vezes a quantidade de álcool permitida por lei.

Vale lembrar que o lutador soma problemas com a polícia desde 2012, quando, bêbado, bateu seu carro em um poste em Binghamton. Em 2015, ultrapassou o sinal vermelho e colidiu com dois carros. No acidente, uma mulher grávida morreu. Jones se apresentou à polícia e foi condenado a 18 meses de prisão domiciliar. Ano passado, ele foi detido após molestar uma dançarina em uma casa noturna também em Albuquerque.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ

Venda de carros deve cair 40% este ano, projeta Fiat

Missão Digital
O mercado de carros novos deve registrar um tombo de 40% neste ano em relação a 2019, segundo prevê o presidente para a América Latina da FCA Fiat Chrysler, Antonio Filosa. Para ele, mesmo que a pandemia da covid-19 seja controlada a partir do segundo semestre, muitos pequenos empreendedores e mesmo as famílias vão priorizar a recomposição financeira antes de decidir pela compra de um automóvel zero quilômetro.

O executivo também afirma que, em razão da crise provocada pela novo coronavírus, a empresa adiou projetos e investimentos previstos para este ano. “Nosso plano de investir R$ 16 bilhões até 2024 será estendido até 2025”, informa. O lançamento da nova picape Strada, considerada estratégica para a marca, estava agendado para abril mas só deve ocorrer entre junho ou julho.

Recentemente, a General Motors também afirmou que o investimento de R$ 10 bilhões para o período 2020-2024 foi adiado.

A previsão da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), era de alta de 9% em relação aos 2,665 milhões de automóveis e comerciais leves vendidos em 2019. Nos próximos dias é provável que a expectativa seja revista.

Em março as vendas somaram cerca de 154 mil automóveis e comerciais leves, a maior parte ocorrida até o dia 20. Depois, com o fechamento da maioria das lojas e dos postos de emplacamentos, a média de vendas diárias ficou em 1 mil unidades. “Houve retração de 90% nos negócios a partir da segunda quinzena do mês”, diz Filosa. Em relação a fevereiro, a queda total foi de 20% e, na comparação com março de 2019, de 23%. No trimestre a retração é de 8,6%, para 531,7 mil unidades.

Foi o período em que se intensificaram as medidas de restrição e isolamento para evitar a propagação da covid-19 e quanto as montadoras suspenderam a produção e deram férias coletivas aos funcionários. Filosa acredita que as vendas continuarão em queda drástica neste segundo trimestre. “Abril deve cair 90% em relação a abril de 2019; maio deve cair 60% e junho talvez 50%”, prevê. “Nossa expectativa é que 2021 seja um ano de grande aceleração nas vendas.”

Mais paradas. Já prevendo que a crise vai se prolongar, montadoras começam a negociar a extensão do período de paralisação. A GM negocia com trabalhadores de suas cinco fábricas um período de lay-off (suspensão de contratos de trabalho) por até quatro meses após o fim das férias coletivas.

A proposta prevê redução de salário de 5% a 25%, dependendo da faixa salarial. O presidente do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, também avalia com empresas e governo do Estado medidas a serem adotadas após o fim das férias coletivas na região. “É preciso pensar em alternativas, mas sem reduzir salários.”

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte:IstoÉ

Simony posa de biquíni e arranca suspiros dos internautas: “Espetáculo”

Crédito: Reprodução Instagram

Nesta terça-feira (31), Simony, de 43 anos, aproveitou o tempo livre por conta da pandemia do novo coronavírus e resolveu pegar um sol em sua casa.

A cantora compartilhou em seu Instagram uma foto de biquíni deixando à mostra sua boa forma física e um corpo escultural. “Oi sol”, escreveu ela na legenda da imagem.

Com o post, Simony recebeu vários elogios como “Que espetáculo”, “Linda demais”, “Perfeita” e “Maravilhosa”, foram alguns dos adjetivos deixados para a artista na web.

Confira a publicação de Simony em sua rede social:

Fonte: IstoÉ

Vasco, Fla, Flu e Botafogo se unem em ação por doações para combater covid-19

Os quatro principais clubes do futebol do Rio – Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco – se uniram em uma campanha para ajudar no combate à disseminação do coronavírus. A iniciativa é denominada “Contra a Covid-19 é torcida única” e buscará arrecadar recursos para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O torcedor interessado em ajudar a Fiocruz financeiramente no combate e em tratamentos contra a doença deve acessar o site www.futebolxcovid19.com.br, selecionar o seu clube, fazer o cadastro e escolher o valor que deseja doar. Além disso, no portal da campanha, será possível acompanhar a evolução das doações.

Com os valores arrecadados, a Fiocruz poderá auxiliar no combate e tratamento do novo coronavírus, em ações como produção de kits para diagnóstico, atendimento a pessoas com casos graves, no Centro Hospitalar para a Pandemia de Covid-19 – Instituto Nacional de Infectologia, que está sendo construído na sede fundação, apoio comunitário e pesquisas que colaborem com o combate à doença e cuidado aos pacientes.

“É extremamente apropriado usar o potencial de marcas tão fortes para uma mobilização em prol da ciência e do bem-estar coletivo. A nossa Nação Rubro-Negra está convidada a aderir a essa ação nobre e de causa humanitária. Unidos daremos a volta por cima”, disse Rodolfo Landim, presidente do Flamengo.

O mandatário do Botafogo, Nelson Mufarrej, convocou a torcida do clube a participar da ação. “Essa iniciativa é bastante representativa nesse momento difícil e o futebol carioca promove uma corrente que vai cuidar do próximo e salvar vidas. O Botafogo conta com a participação dos seus torcedores e reitera a importância da união com Flamengo, Fluminense e Vasco para mitigar a propagação da Covid-19. A rivalidade só existe dentro de campo”, declarou.

Presidente do Fluminense, Mario Bittencourt ressaltou a importância da iniciativa conjunta dos clubes. “Vivemos um cenário social bastante grave e todo apoio é mais do que bem-vindo. A sociedade precisa dessa ajuda e o Fluminense, em conjunto com os coirmãos, finca a sua bandeira e convoca os tricolores para multiplicar essa ideia. Juntos podemos fazer a diferença”, pontuou o dirigente.

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, destacou a importância da participação dos clubes em ações de cunho social. “É uma ação prioritária e o tempo urge. Entendemos a nossa responsabilidade social e estamos sempre buscando alternativas para ajudar a enfrentar essa crítica situação. O Vasco ressalta a grandeza do futebol do Rio ao se unir pela causa”, comentou.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ

“Rainha da quarentena”: Luciana Gimenez faz topless ousado nas redes sociais

Luciana Gimenez usou os Stories, do Instagram, para compartilhar uma publicação pra lá de ousada, um topless. A apresentadora exibiu sua ótima forma física e cobriu os seios com emojis.

“Duas semanas de ‘eu, eu mesma e eu’. Vamos todos continuar?”, escreveu ela no post. Além disso, ela colocou adesivos na imagem: “Não entre em pânico” e “Rainha da quarentena”.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ

Desemprego sobe para 11,6% em fevereiro

A taxa de desocupação interrompeu a sequência de dois trimestres seguidos de queda significativa e subiu para 11,6% no trimestre encerrado em fevereiro. Ao todo, são 12,3 milhões de desempregados no Brasil. Os dados estão na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa no trimestre terminado em novembro foi de 11,2%.

Segundo a analista da pesquisa, Adriana Beringuy, o aumento registrado no desemprego é reflexo da variação sazonal do mercado de trabalho, considerada normal para esta época do ano.

“É normal que no início do ano ocorra essa interrupção, porque já vínhamos numa trajetória de taxas declinantes no fim do ano. Não tínhamos visto essa reversão em janeiro, no entanto, ela veio agora no mês de fevereiro, provocada por uma queda na quantidade de pessoas ocupadas e um aumento na procura por trabalho”.

Ela explica que, ao contrário do que costuma ocorrer no início do ano, quando são demitidos os funcionários contratados temporariamente para o Natal, o comércio não foi o setor responsável pelo aumento na desocupação. A alta foi puxada pelos setores de construção (-4,4%), que não sustentou a recuperação apresentada no fim do ano, serviços domésticos (-2,4%), relacionado ao período de férias das famílias e a dispensa das diaristas, e administração pública (-2,3%).

“A administração pública tem uma sazonalidade, pois ela dispensa pessoas no fim e no início do ano em função de términos nos contratos temporários das prefeituras, nas áreas de educação e saúde, retomando as contratações a partir de março, após a aprovação dos orçamentos municipais”, afirma Adriana.

Na comparação anual, a desocupação apresentou queda em relação ao trimestre encerrado em fevereiro de 2019, quando a taxa ficou em 12,4%. Adriana explica que houve aumento de 1,8 milhão de pessoas ocupadas.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ

Carol Nakamura posa com calcinha supercavada nas redes sociais

Crédito: Reprodução/Instagram

Carol Nakamura mostrou toda a sua sensualidade nas redes sociais nesta sexta-feira (27), graças a um post em que aparece de calcinha preta supercavada. Na legenda, ela explicou aos fãs que está focada em cuidar da saúde, enquanto permanece em isolamento por conta da pandemia do coronavírus.

Veja também: 
“Vamos acabar com o Brasil”, diz Marcelo de Carvalho sobre quarentena
“Absurdo”, diz Emanuelle Araújo em post que Regina Duarte critica quarentena

“Nunca tive tempo para me dedicar com uma alimentação saudável, porque não tenho rotina. Vivo viajando, ir na academia era um grande esforço diário, só conseguia depois de trabalhar, arrumar a casa, fazer almoço, cuidar dos cachorros e da família, colocar o Wallace no colégio… Quando ia já estava exausta! Gravando então, impossível!”, disse.

“Com tudo isso que está acontecendo, resolvi me dedicar, a saúde, a família, e colocar em ordem tudo o que não tinha tempo antes, quem sabe assim quando isso acabar vamos sair mais fortes, organizados, e mais focados né!! Aproveite seu tempo livre, mas lembre-se que a quarentena não é férias, faça algo bom por você. Ainda não cheguei aonde desejo, mas, estou mais perto que antes”. completou Carol.

Confira o post de Nakamura abaixo:

Fonte: IstoÉ

Casos de violência doméstica crescem 50% durante quarentena

RJ: Casos de violência doméstica crescem 50% durante quarentena

Os casos de violência doméstica no Rio de Janeiro aumentou 50% durante o período de confinamento para evitar a disseminação do novo coronavírus. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (23) pelo RJ2, da TV Globo.

As autoridades se surpreenderam com o aumento do movimento no Plantão Judiciário. A maioria das pessoas que busca ajuda da Justiça é de mulheres vítimas de violência.

A juíza titular da Vara de Violência Doméstica Adriana Mello ressalta que é importante denunciar esse tipo de caso. “Se a mulher tiver sofrendo uma violência ali naquele momento que ela possa ligar para o 190 e acionar a Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro”, disse em entrevista ao RJ2.

Postagem: http://egnews.com.br

Fonte: IstoÉ