A maioria dos ministros decidiram pela admissibilidade de julgamento pro habeas corpus do ex-presidente Lula, mas a discussão do mérito será no próximo dia 4.

Como o julgamento do recurso de Lula no TRF-4 será no dia 26 e a partir da sentença ele poderia ser preso imediatamente, o advogado de defesa Roberto Batochio pediu uma liminar para impedir a prisão de Lula.

Os ministros concederam. Lula não será preso. O país está com vergonha do STF.

Fonte: O Diário Nacional