21.4 C
Brasília, BR
quarta-feira, janeiro 22, 2020

Promessa feita promessa cumprida, esse é Agaciel Maia

Por: Eugênio Piedade

Fotos: Carolina Toledo

Um Parlamentar competente e que olha por sua cidade e para a saúde. Recentemente o senhor Eugênio Piedade, foi procurado pela servidora do Senado Federal Poliana Souza, para fazer chegar ao conhecimento do deputado sobre um pleito de interesse do Hospital Materno Infantil -(HMIB), Eugênio Piedade levou o assunto ao conhecimento de Agaciel que prontamente se colocou a disposição para conhecer o programa mais detalhadamente.

No dia 15 de agosto Agaciel Maia compareceu ao Hospital Materno Infantil (HMIB), sendo muito bem recebido pelo diretor Dr. João Rocha Vilela e Dra. Rosaly Rulli Costa, onde apresentaram o Programa Reprodução Assistida, um dos programas de reprodução mais antigos do país, que completará 20 anos em agosto, e é um dos únicos a arcar integralmente com o tratamento (remédios, exames e cirurgias) informaram também que no momento estariam com o projeto parado por falta de recursos, bem interessado e solidário Agaciel informou que a principio destinaria um recurso através de emenda Parlamentar no valor de R$ 150.000,00 para custear as despesas ainda neste ano de 2018.

Hoje 07/11/2018 o Deputado Agaciel Maia informa que o referido recurso acaba de ser liberado pelo governo na data de 06/11/2018.

Relembrando sobre o Programa:
O Programa é coordenado pela Drª Rosaly Rulli e Brasília tornou-se referência nesse tema. O Hospital Materno Infantil (Hmib) executa um dos programas de reprodução mais antigos do país, que completou 20 anos em agosto, e é um dos únicos a arcar integralmente com o tratamento (remédios, exames e cirurgias).
Mais de 300 bebês já nasceram com ajuda do projeto comandado pela Drª Rulli. A taxa de sucesso é de 35%, número considerado satisfatório para um hospital-escola, como o Materno Infantil de Brasília. São feitos 60 ciclos de fertilização e inseminação por mês, ao custo de R$ 12 mil a R$ 15 mil cada para os cofres públicos. “Na rede privada, sairia por R$ 30 mil, algo inacessível para a maior parte da população”, ressalta a coordenadora.
Um dos problemas, entretanto, é o tempo na fila. Há 1.100 casais aguardando atendimento. Em média, são quatro anos de espera. Por isso, é importante planejar-se para ser beneficiado. Os servidores públicos Talita Menezes, 33 anos, e Fabrício Menezes, 36, entraram na fila do Hmib quando descobriram que ela tinha endometriose. A doença pode causar esterilidade.
Resultado de imagem para Rosaly Rulli
Dra. Rosaly Rulli Costa, possui graduação em MEDICINA pela Universidade Federal do Pará (1972). Atualmente é Chefe do Serviço RH/UGO (REPRODUÇÃO HUMANA/UNIDADE DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA) – Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

 

                  Foto: Carolina Toledo                       Foto: Carolina Toledo                                     Foto: Carolina Toledo

Fonte: EG NEWS

 

Com a benção de Ciro Gomes, Joe Valle é lançado candidato ao GDF

Joe Valle

 

Com a bênção do presidenciável Ciro Gomes, o PDT lançou, nesta quinta-feira (08/03), a pré-candidatura do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, ao Palácio do Buriti. O postulante à presidência da República deu carta branca ao distrital para a construção de coligações e assegurou que passaria pelo crivo de Joe a decisão sobre uma eventual aliança entre o partido e o governador Rodrigo Rollemberg no Distrito Federal, caso as siglas fechem um acordo nacional.

Na oportunidade, a sigla também oficializou a pré-candidatura de Ciro Gomes ao Palácio do Planalto. O anúncio aconteceu na sede da Executiva Nacional do PDT, em coletiva de imprensa. A decisão será confirmada a correligionários em evento agendado para as 19h, no auditório do prédio.

O ex-ministro destacou que, neste momento, o PDT apresenta seus quadros e desenhos e está aberto ao diálogo. Ele considerou que a capital vive um momento difícil, uma vez que “o governador passado saiu destruído e o outro foi preso”, disse referindo-se a Agnelo Queiroz e José Roberto Arruda. “Joe tem esse dote de poder pacificar o DF”, garantiu.

Ciro Gomes não descartou uma possível parceria com o PSB. Todavia, assegurou que a composição do DF ficará a cargo de Joe Valle. “Ele aceitou a tarefa e é nosso candidato. Amanhã, no tempo devido, se o PSB traz exigências legítimas, razoáveis e discutíveis, antes de mais nada, consultaremos o Joe e, em seguida, veremos o que vamos fazer”, pontuou.

Sobre a possibilidade, o presidente da Câmara Legislativa afirmou que “o que for melhor para Brasília acontecerá no final”. “Ficou muito claro que a decisão final será minha. Esse é o acordo que me fez aceitar essa pré-candidatura, que é a construção de uma chapa que seja boa para a nossa cidade”, despistou Joe Valle.

Negociações

Apesar do lançamento da pré-candidatura, o pedetista deixou aberta a possibilidade de negociar outro posto na chapa majoritária, como Senado e Vice-Governadoria. “Toda discussão que tivermos com aliados vai ser conversada no partido, para que a gente possa achar o melhor caminho para a cidade e para o nosso candidato à presidência da República”, apontou.

A cúpula do PDT, inclusive, deu liberdade total a Joe para a construção de coligações. “Só temos uma exigência: que ele apresente ao DF um belo projeto”, disse Ciro Gomes.

Segundo as regras eleitorais, as convenções partidárias para a escolha dos candidatos deverão acontecer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. A data-limite para o registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é 15 de agosto.

Joe Valle é o quarto postulante ao Buriti a oficializar a pré-candidatura. Antes dele, o herdeiro da rede Giraffas Alexandre Guerra (NOVO), o ex-presidente da Câmara  Legislativa Alírio Neto (PTB) e a diretora da Faculdade de Ciências da Saúde Fátima de Sousa (PSol) também entraram no páreo.

Fonte: Correio Brasiliense

Hoje Eu vi…

Por: Aguiar Júnior

Vi um jovem presidente de 64 Anos (ou seria um menino de Um Ano e Um Dia?) quebrar TODOS os protocolos na Festa da Independencia do BRASIL;

Resultado de imagem para bolsonaro no desfile de 7 de setembro

Vi o que talvez, entre todos os chefes de Estado da história de nosso país (Monarquia e República), apenas o Presidente BOLSONARO e Dom PEDRO I, o fundador da Pátria Brasileira, pudessem ter feito junto aos seus queridos POVOS;

Vi mandar parar o ‘Carro Aberto’, onde já estava o valente Carlos Bolsonaro, e chamar para o Desfile Oficial um orgulhoso garoto, que a partir daquele instante passou a representar todos os nossos filhos e filhas das FAMÍLIAS patriotas do BRASIL;

Vi (e ouvi !) o Povo Brasileiro no Dia da PÁTRIA gritar: “BOLSONARO, cadê você, eu vim aqui só pra te ver”;

Vi na TV (e ouvi !) a multidão em Brasília GRITAR: “Mito… Mito… Mito…”;

Vi a ALEGRIA nos semblantes das autoridades e dos convidados, entre eles o General Augusto Heleno, braço forte e mão amiga do Presidente BOLSONARO;

Vi os acenos FELIZES para a multidão feitos por Ministros do Governo Federal, o principal deles sendo o Super Ministro Sérgio Moro, que NÃO pareceu em nenhum momento estar chateado ou desvinculando-se do Governo do NOVO BRASIL;

Resultado de imagem para bolsonaro e moro no desfile de 7 de setembro

Vi, ainda, o Presidente BOLSONARO colocar o braço nos ombros de Sérgio Moro, demonstrando a afeição e o apoio ao trabalho realizado na pasta da Justiça e da Segurança Pública, o que já salvou em oito meses e sete dias a vida de mais de seis mil brasileiros, NÃO atingidos pela violência que está sendo radicalmente combatida por este Governo do BRASIL;

Desfile de 7 de Setembro

Vi o Presidente, querido por nosso povo, pegar o bastão da Banda de Música dos Dragões da Independência e reger FELICÍSSIMO o Hino da Independência;

Vi empresários (Sílvio Santos e Luciano Hang da HAVAN), religiosos (Edir Macedo e um Bispo Católico) e Militares (General Mourão e General Ramos), além da gente simples do povo, ficar ao lado do Presidente BOLSONARO com o semblante de satisfação de ver que o BRASIL está mudando;

Vi a Primeira Dama Michele Bolsonaro e os filhos do presidente representar no palanque oficial a FAMÍLIA Presidencial daquele que tanto defende as FAMÍLIAS de TODOS nós brasileiros;

Resultado de imagem para bandeira do brasil bolsonaro no desfile de 7 de setembro

Vi, confesso que vi, neste 07-SET de 2019 uma PÁTRIA FELIZ.

Ass.: Aguiar Júnior, um brasileiro patriota.

🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
BRASIL acima de tudo.
DEUS acima de todos.
🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻

Fonte: EG NEWS

Tudo indica que um dos candidatos ao Senado pelo PSB é Acilino Ribeiro

PSB pode ter candidato para o Senado em 2018!

 


 (Foto: Portal de Noticias – Blog do Carlindo Medeiros)

Pesquisa feita por agentes políticos mostram que o nome do PSB no Distrito Federal que se destaca para corrida ao Senado em 2018, é o do subsecretário Acilino Ribeiro.

Experiente em trabalhar com militância política ACILINO RIBEIRO dedicou doze (12) anos no campo como Advogado de Sindicatos de Trabalhadores Rurais e Associações Rurais Camponês no Piauí, defendendo os sem-terra e ajudando a fazer a reforma agrária no Estado.

Sua função no governo Rodrigo Rollemberg é a governabilidade e vem sido desempenhada com excelência.

Acilino Ribeiro trabalha com empenho e praticidade, Na sua área de atuação os trabalhos fluem com agilidade e comprometimento, o que demonstra sua capacidade de articulação e o bom envolvimento com as bases do governo e os movimentos sociais.

Uma entrevista concedida a um grupo de blogueiros no ano passado, Acilino Ribeiro disse que, caso fosse escolhido pelas bases do partido (PSB), toparia o desafio de ser candidato a Senador da República no DF.

Nas eleições de 2018 abriram duas vagas para senador da República pelo Distrito Federal.

Enquanto as definições estão sendo formadas e discutidas, nós vamos Informando tudo no DF.

Mais sobre esse assunto em breve aqui! 

Fonte: Informa Tudo DF /Grupo Olhos de Águia

Cruzeiro faz sua lista tríplice para Administração

Uma eleição indireta para Administração Regional do Cruzeiro foi organizada pela Associação dos Moradores do Cruzeiro (ASMINC) no último final de semana no Colégio CIMAN na cidade. Esses representantes farão parte do Conselho de Desenvolvimento da Região Centro (Plano Piloto, Estrutural, Guará, SIA, Candangolândia, Cruzeiro, Sudoeste/Octogonal) que se reunirá, amanhã na sede da Prefeitura Comunitária do Guará Park, as 19:30.

Encerrada a reunião para escolha da lista tríplice para Administrador do Cruzeiro com a participação de diversas entidades de classe do Cruzeiro, a comissão eleitoral e ASMINC encaminhará ao governador eleito Ibaneis a lista com a seguinte composição:
TITULAR
1 – Flávio Homero (Xuxu);
2 – Ana Maria;
3 – André Martins;

SUPLENTES
1 – Alexandre Ferraz;
2 – Edilson Pardal.

“Ainda que impossibilitado fisicamente de ter participado da legítima contribuição da ASMINC ao processo que referendou nomes para serem declarados como concorrentes ao cargo de Administrador Regional do Cruzeiro, parabenizo a ASMINC, em especial Lula Marques, Shirley, Gilson e Wesley pela responsabilidade que assumiram em conduzir o legítimo processo de escolha, por parte da comunidade, da lista tríplice a ser encaminhada como contribuição ao Governador Ibaneis Rocha.
Representando 17 entidades que participaram com sua presença na reunião de escolha, a ASMINC faz a História do Cruzeiro ao não omitir-se como protagonista, num momento em que a maioria das entidades da sociedade civil local fez-se representar no processo.
Parabéns pela liderança assumida, fazendo-o de maneira franca, sem oscilações ou receio de ferir ou melindrar suscetibilidades”.
(SALIN SIDDARTHA)

Comissão Eleitoral da ASMINC

Fonte: Blog do Helio Rosa

Deputada Celina Leão participa nesta quinta feira (10), de uma Assembleia com Sindicato Nacional dos Caminhoneiros

Resultado de imagem para celina leão
Assembleia com Sindicato Nacional dos Caminhoneiros
Nesta quinta feira (10), a deputada Celina Leão (Progressista), participa de uma assembleia do Sindicato Nacional dos Caminhoneiros. Durante o encontro, serão discutidos assuntos relacionados aos caminhoneiros e caçambeiros do Distrito Federal. O evento é uma mobilização nacional que acontecerá a partir das 8h, no estacionamento do Mané Garrincha. A previsão é que 300 caminhoneiros que trabalham na coleta de lixo, participem do ato e que entrem em greve por tempo indeterminado.
Dentre a pauta de reivindicações, os caminhoneiros vão reivindicar sobre a resolução do CONTRAN, o decreto do governador Rodrigo Rollemberg, que determina uma cobrança excessiva de descarte no Lixão, ao custo de 26 reais a tonelada. Além disso, os caminhoneiros querem a redução do preço dos combustíveis. A apreensão dos caminhões feita pela AGEFIS também será debatida durante o encontro do Mané Garrincha.
Após o encontro no estacionamento do Estádio, os representantes dos Sindicatos, participarão de uma reunião na Câmara Legislativa, juntamente com a deputada Celina Leão, e os deputados Raimundo Ribeiro e Wellington Luiz. A distrital Celina Leão, solicitou também audiência ao Ministro dos Transportes, Valter Casemiro, para tratar dos assuntos.
Vejam o presidente e representantes do Sindicato presentes no gabinete da Deputada Celina no dia de ontem:
Fonte: Assessoria Deputada Celina Leão

Acordo entre GDF e Sebrae fortalece micro e pequenas empresas

Com investimento de R$ 6 milhões da entidade privada, programa Cidade Empreendedora vai ativar a economia nas regiões administrativas

IAN FERRAZ, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

O Governo do Distrito Federal assinou, nesta segunda-feira (5), Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com o Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Micro Empresas (Sebrae). A parceria, que ocorre dentro do programa Cidade Empreendedora, tem como objetivo fortalecer o micro e pequeno empresário nas regiões administrativas. A ação prevê o investimento de R$ 6 milhões da entidade privada, além de treinamentos, consultorias e missões técnicas.

O objetivo do programa é promover o desenvolvimento econômico com apoio da gestão pública e de lideranças locais. Essa integração ocorrerá por meio das secretarias de governo, administrações e do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF (CPPGG/DF). Também nesta segunda-feira, Rose Rainha tomou posse como secretária do Conselho na vaga do atual secretário de Governo, José Humberto Pires.

“Acredito na força do empreendedorismo e na força do micro e pequeno empreendedor. Esse programa é uma prova do apreço que o sistema S tem pelo DF. Tenho defendido a importância dele para a sociedade brasileira”, disse o governador Ibaneis Rocha durante a cerimônia.

Cidade Empreendedora
O prazo de vigência do Cidade Empreendedora será de 18 meses, a contar da data de sua assinatura. No entanto, ele pode ser prorrogado mediante termo aditivo, limitado ao prazo máximo de 60 meses.

“É um projeto muito importante para o Distrito Federal. Ele surge para enfrentar a questão do desemprego com o empreendedorismo. O Sebrae, com sua experiência, vai levar esses processos de empreendedorismo para dentro das administrações, treinando os funcionários e, também, os empresários para que eles consigam se manter no mercado pelos dois primeiros anos, que são os mais difíceis de todo negócio”, destacou Ibaneis.

O chefe do Executivo destacou ainda o treinamento que professores da rede pública vão receber, além do incentivo para os alunos do ensino médio. “Serão beneficiados com o projeto já pra criar a cabeça do empreendedorismo em nossos estudantes”, pontuou.

Para o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, “o Brasil está precisando de agendas entre os setores público e privado, principalmente em atuação com o micro e pequeno negócio”. Segundo o gestor, “Brasília é a vitrine daquilo que se deseja fazer no país e um governo que traz para dentro do Palácio do Buriti um Conselho de Políticas Públicas dá um grande passo”.

Eixos
O Cidade Empreendedora se concentra em nove eixos, descritos abaixo:

– Articulação de políticas públicas por meio do Acordo de Cooperação Técnica (ACT);
– Implementação da cultura empreendedora na comunidade e nos entes públicos;
– Desenvolvimento de Liderança Empreendedora – Administradores Regionais, Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADTs) e servidores das administrações;
– Planos de desenvolvimento territorial para todas as 31 administrações regionais do DF;
– Oportunidades de compras públicas para pequenos empreendimentos;
– Desburocratização dos processos de abertura e licenciamento de empresas;
– Disseminação dos fundamentos da educação empreendedora na rede pública de ensino local;
– Implantação e fortalecimento das Salas do Empreendedor instaladas nas RAs;
– Integração governamental com a comunidade empresarial.

“Precisamos voltar a gerar emprego e renda no DF. Ninguém abre empresa num ambiente de insegurança jurídica. Quem tem obrigação de dar segurança é o governo. Os empresários só geram emprego por meio de uma condição de segurança que o Estado tem de tranquilizá-los”, disse Ibaneis Rocha.

Fonte: Agência Brasilia

Uns com joias, outros com centavos. Veja os bens de candidatos do DF

Entre ouro, imóveis e aeronaves, 784 postulantes já declararam posses. Há quem tenha milhões e um com apenas R$ 0,18 de patrimônio

Arte/Metrópoles

Ao todo, a disputa de 2018 já soma R$ 1,4 bilhão declarados no repositório de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em 2014, foram R$ 500 milhões.

A conta é feita a partir das informações disponibilizadas, até agora, por 784 dos 1.228 concorrentes aos cargos de governador, senador, suplente, deputado federal e distrital. Em 2014, os dados eram de 700 postulantes.

O montante total apresentado há quatro anos não alcança nem sequer o do atual concorrente ao Senado Fernando Marques (Solidariedade). O dono da União Química, uma das maiores farmacêuticas do Brasil, tem R$ 667.953.170,44 declarados – o valor é o maior entre todos os candidatos do Brasil.

A questão financeira em 2018 mudou o perfil médio de quem sonha com cargo eletivo no Distrito Federal. Nas eleições passadas, a maior parte dos postulantes a cargos públicos era formada por servidores públicos. Hoje, o segmento que mais tem concorrentes reúne empresários, advogados e políticos de carreira.

Além de Marques, estão na lista dos 10 mais abastados no DF o candidato ao GDF e advogado Ibaneis Rocha (MDB), com R$ 94.100.602,57; e o também advogado Luis Felipe Belmonte (PSDB) – com R$ 65.773.659,50, que figura como suplente de Izalci Lucas (PSDB) ao Senado.

Em seguida, vem o empresário José Gomes (PSB), que pleiteia uma vaga na Câmara Legislativa e terá que se explicar após ser alvo de denúncia por compra de votos, conforme revelou o Metrópoles. Ele tem patrimônio de R$ 33.838.344,74.

Em quinto lugar, mais um advogado: Paulo Roque (Novo), postulante ao Senado, com R$ 33.315.962,84.

Os políticos profissionais aparecem na nona colocação, representados pelo presidente licenciado do MDB no DF, Tadeu Filippelli. Ele declarou ter R$ 10.120.520,89. Depois, vem Paulo Roriz (PSDB), com R$ 9.493.179,33; Izalci Lucas (PSDB), que declarou R$ 8.453.062,33; e o distrital Agaciel Maia (PR), com R$ 8.247.332.

Sem dinheiro
Enquanto o candidato mais rico tem acima de R$ 667 milhões, o menos abastado declarou módicos R$ 0,18. Segundo Osvaldo Rosa da Silva Júnior, conhecido como Junior Xukuru (PSol), esse montante é o patrimônio dele, que está na caderneta de poupança. Servidor público estadual de Goiás, ele concorrerá a uma vaga de deputado federal pelo DF. Para fazer a campanha, recebeu, de seu partido, R$ 29.605,99.

O mecânico Edison Pinto Oliveira, o Edison Ceilândia (PSol), aparece na relação logo acima de Xukuru. Ele declarou R$ 1,12, também na poupança, e disputará cadeira na Câmara dos Deputados. Já o professor Daniel Araújo (PP), que pleiteia vaga de deputado distrital, tem R$ 2,36 em bens constantes em conta-corrente, segundo declarou à Justiça Eleitoral.

Veja a lista completa:

A riqueza dos candidatos do DF by Metropoles on Scribd

Bens
Assim como as profissões se elitizaram das eleições de 2014 para as de 2018, os bens declarados pelos candidatos também mostraram diversidade e alto poder aquisitivo.

Somente de cotas ou quinhões de capital, conhecidos como participação de capital em empresas, foram apresentados ao TSE declarações que somam R$ 411,7 milhões. Fernando Marques é responsável por R$ 338,9 milhões desses bens. Marques também tem joias, quadros, fundos de investimentos e carros de luxo, entre outras posses.

Diego Barros (Novo), postulante a deputado federal, declarou ter R$ 12.717,27 em ouro. Ele tem um patrimônio de R$ 579,5 mil. Os dois únicos candidatos que têm aeronaves são do PMN: o magistrado Everardo Alves Ribeiro, disputando o Senado; e José Edmar Cordeiro, pleiteando assento na Câmara dos Deputados.

Veja a lista de bens informados à Justiça Eleitoral:

Candidatos mais ricos do DF – Detalhamento by Metropoles on Scribd

Fenômeno atual
Para o doutor em ciência política Wladimir Gramacho, da Universidade de Salamanca, na Espanha, a concentração de empresários e advogados se lançando à disputa é nova, e ocorre devido à recente legislação eleitoral, que proíbe o financiamento privado.

A lei cria uma vantagem para os mais ricos. O novo modelo sem doação de empresas privadas leva pessoas com mais recursos a terem maior condição de financiar suas próprias campanhas. Não obstante, temos empresários e advogados liderando as profissões participantes

Wladimir Gramacho, doutor em ciência política

O cientista político e mestre em governança pela George Washington University Aurélio Maduro acredita que os candidatos muito ricos se sentem mais à vontade porque, sem o financiamento privado, não deverão favores a ninguém em caso de serem eleitos.

“A partir do momento em que o ambiente está mais propício para quem consegue se autofinanciar, o candidato acaba encorajado, porque se livra de possíveis compromissos anteriores que poderiam ser cobrados”, afirmou Maduro.

Fonte: Metropolis

Ibaneis calcula que assumirá GDF com rombo de R$ 5 bilhões

Ibaneis Rocha

No cálculo, o governador eleito já incluiu na conta o pagamento da terceira parcela do reajuste dos servidores públicos do DF

Filipe Cardoso/Metrópoles

O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) disse nesta segunda-feira (12/11) que calcula assumir o comando do Distrito Federal com déficit de R$ 5 bilhões. O emedebista afirmou não ter tido dificuldades em coletar informações com a equipe de transição de Rodrigo Rollemberg (PSB), mas adiantou que o rombo deve ser grande.
Com a terceira parcela [do reajuste salarial] e as ações judicializadas, o déficit pode chegar a R$ 5 bilhões. Temos de somar com tudo. Se os trabalhadores têm direito, tem de estar calculado

Ibaneis Rocha, governador eleito

O novo chefe do Executivo local ainda ressaltou que pretende sentar com lideranças sindicais para avaliar a melhor forma de efetuar o aumento concedido ainda na gestão do petista Agnelo Queiroz e vetado por Rollemberg. “Vamos nos reunir e analisar da melhor forma possível como dar esse reajuste, pois é um direito deles”.

A declaração foi dada após reunião com o secretário de Patrimônio da União Sidrack Corrêa, com quem o novo chefe do Executivo local espera conseguir que terras ocupadas da União fique sob a tutela do DF. Durante o encontro, o emedebista anunciou pretender fazer um mutirão para acelerar a regularização de Vicente Pires e de terras rurais situadas em áreas do governo federal no prazo de um ano.

Rombo
Antes da eleição do segundo turno, Ibaneis disse que esperava uma dúvida de R$ 2,4 bilhões. Em 21 de outubro, o Metrópoles mostrou que, mesmo com a expressiva alta na arrecadação neste ano, o próximo governo herdará uma dívida de pelo menos R$ 600 milhões. Neste montante não está considerado o aumento do funcionalismo. A atual gestão reconheceu que não conseguirá fechar o mandato Rollemberg (PSB) com as contas em dia. Assim, a falta de caixa para cobrir as despesas de 2018 deixa restos a pagar para o próximo governante.

Procurado pela reportagem, o GDF informou que não comenta declarações do governador eleito.

Novos nomes
Na saída do SPU, o governador eleito disse ainda que tem se reunido com sua equipe em torno da busca de nomes e quadros para as secretarias. Para a Educação, Ibaneis acredita que deva anunciar o chefe da pasta até esta terça-feira (13), mas que ainda depende de uma conversa partidária.

Para a Saúde, a solução deve ser local, mas a equipe deverá vir de fora, provavelmente São Paulo. “Não dá para continuar da forma que está. Foram muitos governos que fizeram nossa população sofrer. Por isso, quero uma solução que seja eficiente”.

Reunião no Ministério das Cidades
Na última agenda do dia, Ibaneis visitou o Ministério das Cidades e reforçou o pedido de recursos para o DF a fim de investir na construção da linha do BRT Norte, a expansão do Metrô e obras de infraestrutura no Pôr do Sol, Sol Nascente e áreas de risco.

O ministro pediu que a equipe de Ibaneis envie quais projetos são prioritários. Segundo o governador eleito, apenas para o BRT Norte custará R$ 1,2 bilhão. “Esses recursos já existem aqui no Ministério, assim como os contratos já estão aqui, mas estão parados”, completou.

Interbairros

A última reunião pública do dia de Ibaneis Rocha foi com o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone. Durante o encontro, o governador eleito solicitou autorização para aterrar cabos de energia no percurso da Interbairros, que ligará Águas Claras, Núcleo Bandeirante, passando pelo Guará, até a Rodoviária Interestadual, desafogando o trânsito nessas regiões.

“Precisamos da ajuda da Aneel e de Furnas para a implementação da Interbairros. Ela é uma via que junta essa cidade toda, melhora todo trânsito je dá um novo sentido de desenvolvimento. Para isso, precisamos fazer todo o aterramento dos cabos de furnas. Meu pedido foi para que eles nos deem essa autorização para que possamos começar essa obra importante para o Distrito Federal”, explicou Ibaneis. Caso aprovada a proposta, a previsão é licitar as obras já nos primeiros dias de governo.

A previsão é que a obra custe R$ 500 milhões e parte dos recursos sejam recuperados pela a Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) com os terrenos ao redor do percurso.

Fonte: Metropolis

De atestado médico, servidora da TCB é vista em campanha do ex-chefe

Identificada como Sitna Pereira de Paiva, mulher está afastada pelo INSS. Agora, tem aparecido nos compromissos eleitorais de André Brandão

Reprodução/Instagram

Em reportagem da TV Band Brasília, a servidora aparece numa foto publicada em um dos perfis do candidato nas redes sociais, na última semana. Ela está em meio aos militantes, em campanha nas ruas do Distrito Federal.

Na imagem é possível ver Sitna com o adesivo de André Brandão colado na camiseta. Em mensagens enviadas por meio de um grupo oficial criado no WhatsApp para a campanha do candidato, o nome da servidora também aparece em conversas.

Veja abaixo:

Sitna ocupa a função de assessora de diretoria na TCB. Ela recebe R$ 4,8 mil mensais de salário. No Portal da Transparência, é possível identificar que, nos últimos dois meses, a servidora ganhou ainda gratificação de R$ 2,4 mil.

O outro lado
Por telefone, o candidato André Brandão negou que Sitna esteja trabalhando para a campanha. Conforme disse, ela é apenas uma “apoiadora”. “Ela gosta do meu trabalho, mas não trabalha para mim. No meu organograma, não existe Sitna na coordenação. Não tenho como controlar a situação de trabalho das pessoas que estão ao meu redor e tiram fotos comigo.”

Brandão afirmou, ainda, estar sofrendo perseguição política. “Depois que eu saí da TCB, estão querendo arrumar justificativa para demitir as pessoas que ainda estão lá e gostam de mim. Querem impor os candidatos em que os funcionários têm de votar”, diz.

Por meio de nota, a TCB afirmou que a servidora sofreu um acidente de trabalho, ficou quatro dias de atestado médico e, depois, foi afastada pelo INSS, no dia 27 de junho. Haverá uma nova perícia em 4 de setembro.

A empresa informou ainda que vai apurar a conduta de Sitna. “Caso sejam comprovadas as denúncias, a servidora poderá perder o benefício concedido”, explicou.

A reportagem tentou ouvir Sitna, mas foi o marido dela quem atendeu a ligação. Ele se recusou a dizer o próprio nome e também não quis passar o telefone para a mulher. O homem negou que a esposa estivesse trabalhando para o candidato no momento quando foi fotografada, num compromisso de campanha, ao lado dele. “Como é que ela estava trabalhando se está doente, em casa, deitada na cama e com dores? Não é a hora de se manifestar. Deixa [a TCB] apurar, só vamos falar em juízo”, exaltou-se.

Fonte: Metropolis